Evraz investirá US$6 bi para atender demanda por ferrovias

O grupo russo de siderurgia e mineração Evraz revelou planos para investimentos de 6 bilhões de dólares nos próximos quatro anos, ao passo que busca atender à crescente demanda global por ferrovias e tubulações, particularmente na América do Norte.

ALEXEI ANISHCHUK, REUTERS

19 de junho de 2012 | 07h53

A Evraz, maior produtora de aço da Rússia e que possui participação do bilionário Roman Abramovich, dono do clube inglês de futebol Chelsea, informou nesta terça-feira que planeja investimentos de 1,5 bilhão de dólares por ano, em média, nos próximos quatro anos.

O grupo, que tem capital aberto em Londres, também informou sua meta de alcançar um lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 5 bilhões de dólares em 2016, comparado com 2,9 bilhões de dólares em 2011.

A Evraz planeja "investimento focado em acrescentar valor a produtos siderúrgicos, particularmente nos segmentos de ferrovias e tubulações", disse a companhia, adiantando que "contribuição positiva de investimentos ao Ebitda e ao fluxo de caixa são esperadas a partir de 2013".

A empresa, com dívida de 7,38 bilhões de dólares ao fim de março, relatou que o endividamento médio deve crescer ao final do ano, mas que a dívida líquida não excederá em duas vezes o Ebitda no médio prazo.

A companhia líder no mercado norte-americano de dutos de grande diâmetro em capacidade de produção, está otimista sobre possibilidades de crescimento no setor de aço da América do Norte nos próximos anos, e prevê alta de 4 por cento por ano até 2016, segundo apresentação a investidores.

A Evraz é um dos 20 maiores grupos siderúrgicos do mundo, com produção de aço bruto somando 16,8 milhões de toneladas em 2011.

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIAEVRAZINVESTIMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.