Ex-Diretor da Petrobras fica calado em depoimento a CPMI

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa afirmou no início do seu depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito Mista (CPMI) da Petrobras que vai se reservar o direito de permanecer calado.

REUTERS

17 de setembro de 2014 | 15h16

Posteriormente, ele foi questionado se aceitaria uma sessão secreta, mas Costa disse que preferiria uma sessão aberta.

Questionado sobre suposta corrupção na compra da refinaria Pasadena, no Texas, ele disse que continuaria calado.

Outros questionamentos foram feitos, e ele se manteve calado no início de seu depoimento.

(Por Jeferson Ribeiro)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIACOSTADEPOIMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.