Ex-diretor financeiro da Sadia ganha ação na Justiça

 Na ação, a empresa responsabiliza o ex-diretor Adriano Lima Ferreira pelas perdas com derivativos cambiais em 2008

Suzana Inhesta, da Agência Estado,

26 de agosto de 2010 | 20h41

O ex-diretor financeiro da Sadia, Adriano Lima Ferreira, obteve decisão favorável na Justiça  de São Paulo na ação movida pela Sadia. Na ação, a empresa responsabiliza o executivo pelas perdas financeiras registradas em 2008 pela companhia devido a operações alavancadas com derivativos cambiais. Os débitos com essas transações somaram R$ 2,5 bilhões.

A sessão foi realizada hoje na 4ª Câmara de Direito Privado, e, com dois votos contra um, o órgão extinguiu a ação, sem julgamento do mérito, acatando argumentos da defesa de Ferreira. A Sadia, hoje incorporada pela BRF - Brasil Foods, terá que arcar com os custos do processo, que não são conhecidos.

Procurados pela Agência Estado, o ex-diretor e a BRF, por meio de suas assessorias de imprensa, disseram que não comentariam sobre o assunto, já que o processo segue em sigilo.

Tudo o que sabemos sobre:
SadiaCriseJustiçaBRF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.