Exigências de capital são cruciais para limitar riscos, diz Geithner

Secretário também defendeu que o governo conduza testes de estresse regulares e sistemáticos no sistema financeiro dos EUA

Danielle Chaves, da Agência Estado,

20 de abril de 2010 | 14h09

A garantia de que as instituições financeiras dos EUA tenham o capital adequado para lidar com os estresses do mercado é um componente crucial dos esforços de reforma financeira, afirmou o secretário do Tesouro, Timothy Geithner, em uma audiência na Câmara norte-americana sobre o colapso do Lehman Brothers, em 2008.

 

Geithner disse que exigências de capital adequadas são o melhor caminho para limitar a excessiva tomada de risco pelas empresas financeiras antes da recente crise global.

 

O secretário também defendeu que o governo conduza testes de estresse regulares e sistemáticos no sistema financeiro dos EUA para fornecer aos reguladores um retrato exato dos riscos que são tomados por Wall Street. Tanto Geithner quanto o presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, sugeriram que os resultados de tais testes poderiam ser divulgados.

 

Além de Geithner e Bernanke, também estão participando da audiência na Câmara a presidente da Securities and Exchange Commission (SEC, comissão de valores mobiliários dos EUA), Mary Schapiro; o investigador nomeado judicialmente para analisar a concordata do Lehman, Anton Valukas; e o ex-executivo-chefe do banco de investimento, Richard Fuld. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
TesouroGeithnerrisco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.