Explosão em fábrica da Foxconn mata 2 na China

Uma grande explosão destruiu uma fábrica da Foxconn hoje no sudoeste da China, matando pelo menos duas pessoas, afirmou o Wall Street Journal, citando uma fonte oficial do governo. Segundo CNN, a fábrica, localizada perto de Chengdu, produz o iPad, da Apple.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

20 de maio de 2011 | 14h05

Um comunicado da assessoria de imprensa do governo municipal de Chengdu confirmou que duas pessoas morreram e 16 ficaram feridas, três delas gravemente. O governo parece descartar que a causa do incidente tenha sido criminal, dizendo que a explosão não tem um fator humano. O governo local revelou pouco sobre a explosão, que ocorreu na "unidade de polimento" da Foxconn por volta das 19 horas (horário local).

Foxconn é o nome comercial da Hon Hai Precision Industry Co., a maior fabricante mundial de produtos eletrônicos.

Detalhes da explosão foram mostrados em vídeos postados na internet e transmitidos pelo canal China Central Television, onde aparece uma fumaça preta saindo da instalação.

Uma onda de suicídios nas grandes fábricas da Foxconn na China no ano passado gerou um intenso escrutínio sobre as suas práticas de trabalho, e desencadeou esforços da Foxconn e da Apple para garantir que os trabalhadores sejam bem tratados.

O governo brasileiro anunciou recentemente que está em negociações avançadas com a Foxconn para a produção do iPad e iPhone no Brasil, em uma fábrica em Jundiaí (SP) a partir de julho deste ano. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
tecnologiaexplosãoFoxconnChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.