Exportação de frango sobe 15%, para US$ 3,1 bi no 1º semestre

O Oriente Médio, que importou 661,5 mil toneladas, foi o principal comprador de carne de frango brasileiro no primeiro semestre

Suzana Inhesta, da Agência Estado,

19 de julho de 2010 | 11h48

A receita cambial das exportações de carne de frango somou US$ 3,111 bilhões no acumulado do ano até junho, representando alta de 15% ante o mesmo período de 2009, decorrente da recuperação de preços médios por tonelada. Em volume, foram vendidos ao mercado externo 1,805 milhão de toneladas do produto, com recuo de 0,12%. Os dados foram divulgados pela União Brasileira de Avicultura (Ubabef).

Na comparação com o último semestre (julho a dezembro de 2009), entretanto, houve apenas leve incremento na receita dos embarques da carne de frango brasileira, com alta de 0,51%. Em volume, foi registrado decréscimo de 1,21% na mesma base de comparação.

O Oriente Médio foi o principal comprador de carne de frango brasileiro no primeiro semestre, com 661,5 mil toneladas, com incremento de 0,5%, e receita de US$ 1,033 bilhão, crescimento de 20,1%. Na sequência ficaram Ásia, com 493,2 mil toneladas no semestre (avanço de 2,6%), e receita de US$ 916 milhões (+23,5%) e União Europeia, com 206,1 mil toneladas (-19,2%) e receita de US$ 520 milhões (-7,8%).

A África também foi destaque, com embarques de 226,7 mil toneladas, crescimento de 8,4%, e receita de US$ 262,1 milhões, elevação de 28,1%.

De janeiro a junho, foram vendidos ao mercado externo 15,99 mil toneladas de ovos, redução de 14,5% ante o mesmo período de 2009. Os embarques de ovos in natura somaram 14,7 mil toneladas, tendo como principais destinos os Emirados Árabes e Angola. Já as vendas de ovos processados foram de 1,24 mil toneladas, especialmente para Japão, Arábia Saudita, Venezuela e Emirados Árabes.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.