Exportações da Fibria caem 7,33% em março, diz Secex

As exportações da Fibria recuaram 7,33% em março, em relação a igual mês de 2010, segundo dados divulgados hoje pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). As vendas totais da companhia de papel e celulose alcançaram US$ 141,733 milhões em preço FOB (com a entrega às custas do vendedor), resultado pressionado pela ocorrência do carnaval durante o período - em 2010, a festividade ocorreu em fevereiro.

ANDRÉ MAGNABOSCO, Agencia Estado

25 de abril de 2011 | 13h11

A concorrente Suzano registrou vendas externas de US$ 123,999 milhões em março deste ano, o que indica uma leve expansão de 0,18% ante o mesmo intervalo de 2010, a despeito do menor número de dias úteis do mês passado (20 dias contra 23 dias em março de 2010).

No acumulado do primeiro trimestre, as vendas da Suzano atingiram US$ 332,330 milhões, uma expansão de 12,03% ante o mesmo intervalo de 2010. A Fibria, por sua vez, informou um acréscimo de 18,91% em igual comparação, para US$ 413,946 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
papelceluloseFibriaSuzanoSecex

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.