Facebook levanta US$ 1 bilhão em oferta de ações, diz WSJ

Levantamento dos recursos ocorreu através de uma controversa oferta privada aos clientes não americanos do Goldman Sachs

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

24 de janeiro de 2011 | 10h53

O Facebook levantou US$ 1 bilhão numa oferta de ações coordenada pelo Goldman Sachs Group, que avaliou a empresa de rápido crescimento em US$ 50 bilhões, afirmou o Wall Street Journal.

O levantamento dos recursos ocorreu através de uma controversa oferta privada aos clientes não americanos do Goldman Sachs, encerrada na última sexta-feira. A companhia disse que a oferta total de ações ficou em US$ 1,5 bilhão, incluindo US$ 500 milhões já aportados em dezembro pelo próprio Goldman e pela empresa russa Digital Sky Technologies.

A oferta poderia ter atingido US$ 1,5 bilhão, mas o Facebook optou por limitar a operação a US$ 1 bilhão, disse a empresa, acrescentando que foi uma "decisão de negócios".

O valor de US$ 50 bilhões determinado pela oferta leva o Facebook a ingressar no grupo das maiores empresas do Vale do Silício, tornando a companhia mais valiosa que o eBay e o Yahoo.

As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
Facebookofertaações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.