Fazenda não pretende adiar capitalização, diz Mantega

Ministro nega informação de que governo defende internamente o adiamento da operação

Fabio Graner, da Agência Estado,

18 de agosto de 2010 | 17h58

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta quarta-feira, 18, que a pasta "não tem nenhuma posição de adiar" a capitalização da Petrobrás. Hoje, o jornal O Globo disse que a Fazenda defendeu internamente o adiamento da operação, prevista para ocorrer em setembro.

A declaração de Mantega foi feita no momento de sua chegada ao ministério, após ter participado de uma reunião no Palácio do Planalto nesta tarde sobre o tema da capitalização da empresa. Hoje pela manhã, Mantega realizou reunião sobre o mesmo assunto da qual participaram o presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli; o ministro de Minas e Energia, Márcio Zimmermann; o secretário de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, Marco Antônio Almeida; e o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.