Fed deve manter autoridade sobre bancos menores, diz Geithner

Secretário do Tesouro americano discorda de proposta do projeto de lei de reforma do sistema financeiro do senador democrata Chris Dodd

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

22 de março de 2010 | 19h52

O secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, disse não apoiar uma proposta do projeto de lei de reforma do sistema financeiro elaborado pelo senador democrata e presidente do Comitê Bancário do Senado, Christopher Dodd, que retira do Federal Reserve a autoridade para supervisionar pequenos bancos.

 

Durante um evento no American Enterprise Institute, Geithner disse que o Federal Reserve deveria ser capaz de supervisionar tanto instituições financeiras complexas quanto bancos pequenos. O projeto de lei do senador Dodd, aprovado na segunda-feira, 22, pelo Comitê Bancário do Senado, concederia ao banco central autoridade para fiscalizar grandes instituições financeiras, mas transferiria a supervisão de bancos menores para a Corporação Federal de Seguro de Depósito (FDIC, na sigla em inglês).

 

"Meu ponto de vista é de que ficaremos melhor como um país mantendo a supervisão substancialmente forte do Fed sobre as instituições bancárias pequenas e grandes", disse Geithner. "Acho que é um modelo melhor deixar o Fed responsável não só pelas instituições maiores e mais complicadas."

 

O presidente do Fed, Ben Bernanke, fez declarações semelhantes recentemente, afirmando que o banco central deve manter a autoridade sobre os bancos menores. A versão da Câmara dos Representantes para a reforma do sistema financeiro dos EUA, aprovada em dezembro, mantém os poderes do Fed sobre os bancos menores, mas destitui da instituição a autoridade para lidar com questões de proteção ao consumidor. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.