Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Estadão
Estadão

Fenabrave revisa para baixo todas as projeções de vendas de veículos em 2015

A entidade espera agora que os emplacamentos de veículos novos deverão somar 2,48 milhões de unidades em 2015, queda de 10% ante o ano passado

Igor Gadelha, Agência Estado

03 de março de 2015 | 12h30


A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) anunciou nesta terça-feira, 3, a revisão para baixo de todas as suas projeções para desempenho das vendas do setor automotivo em 2015. No segundo mês do ano, as vendas caíram 28% e montadoras registram o pior fevereiro desde 2007.

A entidade espera agora que os emplacamentos de veículos novos deverão somar 2,48 milhões de unidades em 2015, queda de 10% ante o ano passado. Em 2014 ante 2013, as vendas caíram 7,1%. A nova previsão é bem mais pessimista do que a queda de 0,53% estimada no início do ano.

O segmento de caminhões deverá ter o pior desempenho neste ano. A Fenabrave prevê que as vendas de pesados deverão cair 10,5% em 2015 frente a 2014, ante projeção anterior de -1,2%. Para o segmento de ônibus, a federação revisou a previsão de tombo de 0,7% para queda de 8,5%. 

Já para automóveis e comerciais leves, a entidade projeta agora queda de 10%, maior do que o recuo de 0,5% estimado no início do ano. Somando motos, implementos agrícolas e outros veículos, a Fenabrave espera que o mercado automotivo total deve cair 22,25% (ante previsão anterior de -0,43%).

Ontem, o Bradesco também anunciou revisão para os emplacamentos de veículos em 2015 de +0,5 para queda de 5,3%. Já a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores prevê "estabilidade" nas vendas, com 3,5 milhões de unidades emplacadas. 

Tudo o que sabemos sobre:
veículosFenabrave

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.