FGV: IGP-M de agosto ficou em 1,22% ante 1,31% em julho

Rio, 30 - A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) ficou em 1,22% em agosto, segundo informou há pouco a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em julho, o indicador foi de 1,31%. O resultado ficou acima das expectativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pela Agência Estado, que apontavam para um resultado entre 0,75% a 0,95%. A FGV também divulgou os resultados dos indicadores que compõem o IGP-M. O Índice de Preços por Atacado (IPA) ficou em 1,42% em agosto, ante o resultado de 1,58% em julho. No varejo, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) ficou em 0,80%, em comparação com a taxa positiva de 0,67% observada no mesmo indicador em julho. Já o Índice Nacional do Custo da Construção (INCC) teve alta de 0,90% em agosto, em relação aos 1,12% registrados no mesmo índice em julho. O IGP-M acumulado no ano ficou em 9,49%. Em 12 meses, o acumulado foi de 12,44%. (Alessandra Saraiva) No atacado, os produtos agrícolas subiram 0,48% no âmbito do IGP-M de agosto, divulgado há pouco pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Em julho, os produtos agrícolas tiveram alta de 0,61%. Já os produtos industriais registraram aumento de 1,77% em agosto, ante variação positiva de 1,94% em julho. A FGV informou ainda que, no atacado, os bens de consumo subiram 1,53% em agosto, ante taxa de 0,60% em julho. Já os bens de produção tiveram alta de 1,37% este mês, ante aumento de 2,07% observado no mês passado. Por produtos, as altas mais expressivas de preço foram registradas em chapas grossas (20,86%); leite in natura (5,02%); chapa fina de aço comum, a frio ( 16,15%); e placa de aço comum (16,71%). Já as mais significativas quedas de preço foram observadas em soja (-13,25%); café em coco (-8,59%); milho (-6,38%); e trigo (-8,60%). (Alessandra Saraiva) O IGP-M de agosto, que ficou em 1,22%, foi o menor resultado deste indicador desde abril deste ano, quando o índice atingiu variação de 1,21%. Neste momento, o economista da Fundação Getúlio Vargas, Salomão Quadros, concede coletiva para comentar o resultado do índice. (Alessandra Saraiva)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.