Fiat fará mais dispensas temporárias em março e abril na Itália

Montadora faz anúncio um dia depois de suspender por duas semanas a produção em seis fábricas na Itália devido à queda na demanda

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

23 de fevereiro de 2010 | 13h09

A montadora italiana Fiat planeja pedir para que seus funcionários logísticos e administrativos parem de trabalhar durante uma semana em março e uma semana em abril.

 

A montadora anunciou seu plano um dia depois de suspender por duas semanas a produção em seis fábricas na Itália com o objetivo de se ajustar a uma queda na demanda por carros. A medida afetou 30 mil funcionários, que tiveram seus salários reduzidos.

 

A Fiat afirmou que vai pedir a 1.200 empregados administrativos que parem de trabalhar entre os dias 22 e 28 de março. Outros 2.400 funcionários logísticos terão de interromper suas atividades entre os dias 5 e 11 de abril.

 

Na Fiat Powertrain, 400 funcionários administrativos também terão de parar de trabalhar entre os dias 22 e 28 de março, enquanto outros 800 empregados vão ficar em casa entre 5 e 11 de abril.

 

A montadora pedirá ainda que 100 funcionários do seu escritório de compras interrompam as atividades entre os dias 22 e 28 de março, e para que outros 400 deixem de trabalhar entre os dias 5 e 11 de abril.

 

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Fiat, emprego, automóveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.