Fiesp estima alta do PIB em torno de 2% em 2012

Para o presidente da Federação, Paulo Skaf, a estabilidade econômica do País já está consolidada, mas ainda é preciso consolidar o crescimento

Gustavo Uribe, da Agência Estado,

28 de novembro de 2011 | 14h10

SÃO PAULO - O presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, disse nesta segunda-feira, 28, que a economia brasileira deve registrar um crescimento pequeno em 2012, ao redor de 2%. "A minha preocupação com 2012 é em relação ao crescimento nacional. Eu acredito que temos consolidada a estabilidade econômica, mas não temos consolidado o crescimento", afirmou. "Eu acho que vamos ter um crescimento pequeno no próximo ano. Isso porque não sabemos exatamente como vai nos atingir a atual crise econômica mundial", emendou.

O dirigente da entidade participou nesta manhã do VII Congresso Paulista de Jovens Empreendedores, promovido na capital paulista, e comentou também sobre as expectativas para a trajetória dos juros no País. Na sua avaliação, as recentes reduções da taxa básica de juros (Selic), atualmente em 11,50%, foram modestas e deveriam ser mais aceleradas. O mercado financeiro tem a expectativa de um corte de 0,50 ponto porcentual na taxa básica de juros na última reunião de 2011 do Comitê de Política Monetária (Copom), que termina na próxima quarta-feira (30).

O último boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira pelo Banco Central (BC), também aponta queda nas previsões para o crescimento da economia brasileira em 2012, que passou de 3,50% para 3,46%. Para 2011, os números seguiram a mesma trajetória e a expectativa de crescimento da economia caiu de 3,16% para 3,10%.

Tudo o que sabemos sobre:
FiespPIB2012

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.