Fim de incentivo faz vendas da GM nos EUA desabarem 45%

A General Motors informou nesta quinta-feira que suas vendas de veículos nos Estados Unidos despencaram 45 por cento em setembro, pressionadas por fraca confiança dos consumidores, baixos estoques e o fim do programa de incentivo do governo norte-americano para troca de carros.

REUTERS

01 de outubro de 2009 | 16h41

As vendas da GM no país em setembro caíram para 156.673 veículos, ante 284.300 unidades um ano antes, quando incentivos da companhia sustentaram as vendas.

Apesar disso, a montadora calcula ter ficado com 21 por cento de participação de mercado, o nível mais alto no ano até agora.

Os resultados da GM são bem piores que os da Ford, única entre as grandes montadoras dos EUA que evitaram uma reestruturação por meio de concordata com apoio do governo norte-americano neste ano.

As vendas da Ford no país em setembro apresentaram declínio de apenas 5 por cento. As da Chrysler recuaram 42 por cento no mês passado.

(Reportagem de David Bailey e Kevin Krolicki)

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSGMEUASET*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.