Fitch mantém ratings da Bombardier

A agência de classificação de risco Fitch manteve o rating de probabilidade de inadimplência do emissor (IDR) e os ratings de dívida de longo prazo da canadense Bombardier em BB- e atribuiu rating BB - à planejada emissão de aproximadamente US$ 1,8 bilhão em bônus seniores não segurados. A perspectiva dos ratings é "estável".

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

31 de março de 2014 | 12h45

Segundo a Fitch, os recursos da emissão de novos bônus serão usados para resgatar 785 milhões de euros (US$ 1,1 bilhão) em bônus com vencimento em 2016 e cupom (juro nominal) de 7,25% e US$ 162 milhões em bônus para 2014 com cupom de 6,3%.

A Fitch afirmou que continua acreditando que a liquidez está adequada. "Os recursos (da emissão) vão fortalecer o balanço patrimonial da Bombardier enquanto a companhia desenvolve os CSeries e pode ser usado em períodos curtos de não mais que um ou dois trimestres para apoiar necessidades de liquidez temporárias", afirmou a agência em comunicado.

Por outro lado, a Fitch informou que pode considerar uma ação negativa sobre o rating da Bombardier se o excesso de caixa for permanentemente usado por causa de resultados operacionais mais fracos ou de investimentos maiores que o esperado.

Tudo o que sabemos sobre:
BombardieFitchratings

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.