Fitch revisa a perspectiva do rating do Japão para negativa

'A dívida bruta do governo do Japão atingiu 210% do PIB no fim de 2010, de longe a proporção mais alta para qualquer rating soberano da Fitch', disse a agência

Danielle Chaves, da Agência Estado,

27 de maio de 2011 | 07h42

A agência de classificação de risco Fitch revisou a perspectiva do rating de dívida soberana do Japão de estável para negativa, citando os riscos relacionados com a crise nuclear e observando que a razão de dívida bruta do país já é a mais alta entre os países que a agência acompanha. A Fitch classifica como AA- o rating de longo prazo em moeda local do Japão.

"A dívida bruta do governo do Japão atingiu 210% do PIB no fim de 2010, de longe a proporção mais alta para qualquer rating soberano da Fitch", afirmou a agência em um comunicado.

A Fitch explicou que as despesas com a reconstrução de parte do país após o terremoto seguido de tsunami no dia 11 de março não são o principal motivo da revisão da perspectiva do rating. Segundo a agência, os gastos extras exigidos "não são por si só substanciais para os ratings".

No entanto, a Fitch disse que os custos ainda não conhecidos da limpeza da usina nuclear de Fukushima e os atuais problemas em encontrar fontes alternativas de energia poderão forçar uma revisão para baixo da estimativa de crescimento do Japão em 2011, que atualmente é de 0,5%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
FitchJapão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.