Fluxo de capitais tira o sono dos governantes, diz Mantega

Em fórum do FMI no Rio, ministro afirmou que 'é melhor perder o sono pelo excesso de capitais do que pela falta, como aconteceu no passado' 

Daniela Amorim e Fábio Graner, da Agência Estado,

26 de maio de 2011 | 13h09

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que o fluxo de capitais tem sido sempre uma preocupação dos ministros da pasta e dos presidentes de bancos centrais, tanto quando há falta como quando há excesso de entrada de recursos no País.

Mantega participou nesta quinta-feira, 26, da abertura do Fórum do Fundo Monetário Internacional (FMI), no Rio de Janeiro. "O fluxo de capitais já tirou o sono de muitos ministros da Fazenda", afirmou Mantega. "Certamente é muito melhor perder o sono pelo excesso de capitais do que pela falta, como aconteceu no passado".

Na abertura do evento do FMI, Mantega ressaltou ainda que o investimento estrangeiro direto é bem-vindo ao País. "É a parte boa do fluxo de capitais e a que todos nós queremos", contou.

Tudo o que sabemos sobre:
MantegacapitaisFMIfluxo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.