FMI: Dívida limitará capacidade de expansão dos países desenvolvidos

Em artigo, vice-presidente do FMI diz a dívida governamental dos desenvolvidos deverá representar 106% do PIB desses países em 2015

Agência Estado,

27 de setembro de 2011 | 22h21

O vice-diretor-gerente do FMI, Zhu Min, avalia que a crise da dívida soberana dos países desenvolvidos limita o espaço para eles estimularem suas economias. Em artigo publicado na edição desta quarta-feira do China Business News, Zhu diz que a dívida governamental dos países desenvolvidos deverá representar 106% do PIB desses países em 2015, de 96% em 2010.

Segundo ele, no mesmo período a dívida governamental dos países em desenvolvimento deverá cair para 30% do PIB desses países, de 36% em 2010.

As informações são da Dow Jones. (Renato Martins)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.