Foco para o álcool é a exportação, diz diretor da Petrobras

Rio, 26 - O diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, disse hoje que as iniciativas da empresa na área de etanol tem como foco as exportações e não o mercado interno. "Não queremos conflito com o mercado interno, estamos olhando as exportações", disse ele, na abertura do seminário "Etanol - Do Norte Fluminense ao Mercado Global" que está sendo realizado hoje na sede da companhia.O diretor afirmou que a Petrobras pretende exportar 2,5 milhões de metros cúbicos de etanol em 2011, especialmente para o mercado japonês, em empreendimentos que têm formatado junto com o setor privado.Ele afirmou, ainda, que a empresa está olhando, no que diz respeito a etanol, novos mercados como o Japão, Coréia do Sul, China, Nigéria, e África do Sul. Para o diretor da Petrobras, as iniciativas da empresa no desenvolvimento de uma logística eficiente para o etanol serão fundamentais para tornar o produto brasileiro mais competitivo no mercado internacional. Para ele, o Norte Fluminense poderá se transformar em um grande fornecedor de etanol combustível para o mercado interno e externo.

Jacqueline Farid

15 de julho de 2007 | 12h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.