Ford Credit vai cortar mil empregos nos EUA, diz jornal

A Ford Motor Credit, divisão financeira e de crédito da Ford, disse que vai cortar cerca de mil empregos até o final do ano, ou 20% de sua força de trabalho nos Estados Unidos, de acordo com uma reportagem publicada pelo Detroit Free Press. Os funcionários da companhia foram informados sobre as demissões nesta quinta-feira, de acordo com o jornal.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

25 de fevereiro de 2010 | 16h08

A subsidiária da Ford, baseada em Michigan, disse que os cortes são uma consequência da queda das vendas da indústria automotiva e da decisão da Ford Motor de se desfazer de várias de suas marcas. A porta-voz da Ford Motor Credit, Margaret Mellot, afirmou que a empresa espera realizar parte dos cortes através da não substituição de empregados que se aposentarem ou pedirem demissão voluntariamente. A maior parte da redução de vagas ocorrerá por meio de demissões que serão feitas até o dia 31 de março. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.