Ford escolhe Geely como interessado preferido pela Volvo

Montadora acredita que grupo chinês tem potencial para ser o futuro proprietário da marca de luxo

Danielle Chaves, da Agência Estado,

28 de outubro de 2009 | 11h49

A Ford Motor selecionou um grupo liderado pela chinesa Zhejiang Geely Group Holdings como o interessado preferido por sua marca de luxo Volvo Cars. Um acordo marcaria o desmonte das operações secundárias da Ford na Europa e também o remodelamento do setor automotivo da Suécia, já que a General Motors também está tentando vender sua unidade Saab Automobile.

 

A Ford sinalizou há 18 meses que iria explorar "opções estratégicas" para a Volvo e oficialmente colocou a unidade à venda em dezembro passado. "A Ford acredita que a Geely tem o potencial para ser um responsável futuro proprietário da Volvo e para levar o negócio adiante ao mesmo tempo que preserva seus valores principais e sua independência", afirmou o diretor financeiro da Ford, Lewis Booth, em comunicado.

 

A montadora norte-americana disse que vai continuar cooperando com a Volvo em várias áreas depois da planejada venda, mas não pretende manter uma participação acionária. A Volvo perdeu US$ 231 milhões no segundo trimestre deste ano. A Ford vai anunciar seus resultados do terceiro trimestre na segunda-feira.

 

A Volvo Cars recebeu bem o anúncio e disse que esse foi um passo positivo na direção de resolver a questão sobre a propriedade da companhia. "É bom para nós termos uma indicação clara de para onde o processo está indo, para que possamos seguir adiante", disse a porta-voz da Volvo, Maria Bohlin.

 

A Ford e a Geely vão iniciar "negociações mais detalhadas e concentradas", mas nenhuma decisão final foi tomada. O Wall Street Journal informou há mais de um mês que a Ford estava analisando uma oferta da Geely para comprar a Volvo por cerca de US$ 2,5 bilhões.

 

Se for concluído, esse acordo será a segunda vez que uma companhia chinesa compra uma unidade automotiva norte-americana. A Sichuan Tengzhong Heavy Industrial Machinery concordou em comprar a marca Hummer, da General Motors, no início deste mês em uma transação de US$ 150 milhões. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
FordGeelyVolvo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.