Fox Sports adota comerciais de 6 segundos

Fox Sports adota comerciais de 6 segundos

Novo formato, que será exibido durante dos jogos da NFL, quer dialogar com a linguagem publicitária da internet

Sapna Maheshwar , THE NEW YORK TIMES

04 Setembro 2017 | 05h00

Um novo formato de anúncio publicitário está chegando aos jogos da National Football League (NFL) – Liga Nacional de Futebol –, e a outros programas da Fox Sports: os comerciais de seis segundos. A Fox Networks passará a oferecer espaços muito pequenos para comerciais ao lado dos anúncios padrão de 15 e 30 segundos, no caso de uma variedade de eventos esportivos, depois de ter testado o formato no Teen Choice Awards em meados de agosto.

As pessoas estão habituadas a ver anúncios curtos em plataformas como Snapchat, Facebook e YouTube, mas não na TV – onde há décadas o padrão são os de 15 e 30 segundos. “Quando anúncios de seis segundos são colocados em momentos especiais, eles têm potencial para chamar mais atenção do que os de maior duração”, disse Eric Shanks, presidente da Fox Sports.

Os fãs dos jogos da NFL verão esses anúncios curtos na Fox em 10 de setembro, pouco antes de começarem os jogos da temporada, no fim de semana. 

Tendência. Nas redes de TV a tendência tem sido no sentido de comerciais mais curtos. No primeiro semestre deste ano, 36% dos comerciais transmitidos nos Estados Unidos eram de 15 segundos e 49% duravam 30 segundos, segundo a Nielsen. Em 2014, 29% dos comerciais duravam 15 segundos e 61% chegavam a 30.

No caso do Teen Choice Awards, a Fox enviava mensagens de que o programa retornaria em menos de 30 segundos e em seguida vinham os comerciais de seis segundos. Com isso o telespectador continuava ligado, mostrando mais boa vontade para com interrupções mais rápidas. Isso contribuiu para que a emissora pudesse cobrar pelos spots de seis segundos o mesmo valor estipulado para os de 15, e o tempo dos comerciais no geral dentro do programa foi reduzido. 

A Fox também conseguiu manter o valor anúncios de seis segundos por causa das colocações em horários mais lucrativos, como antes do início de um jogo da NFL. Um spot de seis segundos pode acabar custando em torno de US$ 200 mil./TRADUÇÃO DE TEREZINHA MARTINO

Mais conteúdo sobre:
Propaganda Marketing

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.