França diz que China apoia Lagarde para FMI

Ministra das Finanças francesa é a principal candidata para o posto após renúncia de Strauss-Kahn

Reuters,

24 de maio de 2011 | 07h41

A China vai apoiar a ministra francesa das Finanças, Christine Lagarde, como próxima chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), disse o governo da França, nesta terça-feira, 24.

Lagarde tem sido a principal candidata para o posto após Dominique Strauss-Kahn renunciar na semana passada em meio a acusações de agressão sexual, apesar do México querer indicar seu presidente do banco central e de muitos países emergentes defenderem que após uma tradição de quase 60 anos da Europa apontar o chefe do FMI, é a vez deles.

"É um consenso europeu", disse o ministro do Orçamento francês e porta-voz do governo, François Baroin, à rádio Europe 1. "O euro precisa de nossa atenção. Temos de ter europeus. A China apoia a candidatura de Christine Lagarde."

Tudo o que sabemos sobre:
FMIChinaLagardeFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.