França vai anunciar plano para aumentar competitividade

País vai usar sua rede diplomática para apoiar empresas francesas que atuam no exterior, com destaque para as médias e pequenas 

Sergio Caldas, da Agência Estado,

28 de agosto de 2012 | 08h51

PARIS - O governo da França vai anunciar um plano de ação para aumentar a competitividade do país até o fim de setembro, afirmou o ministro das Finanças, Pierre Moscovici, em coluna publicada nesta terça-feira no jornal Le Monde.

Segundo Moscovici, a rede diplomática do país será usada para apoiar as empresas francesas no exterior e maior atenção será dada às exportações de firmas médias e pequenas.

O objetivo de Paris, afirmou o ministro no jornal francês, é atingir equilíbrio na balança comercial em cinco anos, excluindo as transações de produtos do setor de energia.

A França, segunda maior economia da zona do euro, perdeu competitividade após a adoção da semana de 35 horas e a imposição de encargos sociais mais altos que em outras partes do bloco. As medidas levaram o país a registrar déficits recordes e evidenciaram a falta de meios do governo francês para estimular o crescimento e as exportações em meio à crise da zona do euro.

Também na coluna, Moscovici enfatizou que a Europa - assim como os Estados Unidos e Japão - deve criar condições para que o crescimento volte a ser duradouro. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Françaempresascompetitividade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.