Fruticultura: governo libera R$ 4 mi para controle da Sigatoka

Brasília, 3 - Doze estados receberam recursos do governo federal para ações de custeio e investimento para controle, prevenção e erradicação da sigatoka negra, praga que ataca e destrói as plantações de banana. No total, serão liberados R$ 4 milhões serão encaminhados diretamente às Delegacias Federais de Agricultura para repasse aos órgãos estaduais que cuidam dos trabalhos de vigilância, controle e monitoramento da sigatoka. Do total, R$ 350 mil irão para o Conselho Nacional de Pesquisas (CNPq) para ações de parceria para o setor. Minas Gerais e São Paulo receberam, cada um, R$ 500 mil. O responsável pelo projeto de prevenção e controle da sigatoka negra do Ministério da Agricultura, René Suman, disse que a praga não trás riscos à saúde do consumidor. "Contudo, é preciso muita vigilância porque o fungo se propaga com grande facilidade por meio do vento, tornando improdutiva a bananeira e causando sérios prejuízos ao produtor", afirmou. Ele lembrou que é importante prevenir para evitar a contaminação das lavouras da região onde ainda não foi identificada a presença do fungo. A praga sobrevive por 60 dias nas roupas, 30 dias em lonas e 10 dias em metais. A produção de banana no País é estimada em 6,6 milhões de toneladas, com geração de 500 mil empregos diretos. As informações são da assessoria de imprensa do ministério.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.