Funcionários da Sabesp entram em greve

Os funcionários da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) entraram em greve por tempo indeterminado no começo da manhã de hoje, de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Água Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Sintaema). A decisão foi tomada em assembleia ontem, após audiência no Ministério Público do Trabalho, sem apresentação de nova proposta por parte da empresa, mantendo a mesma apresentada semana passada, com reajuste de 5,05% sobre os salários e benefícios, manutenção das cláusulas sociais, pagamento de até uma folha para a participação nos lucros e resultados (PLR) de 2010 e 95% de garantia no emprego.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

25 de maio de 2010 | 11h35

Segundo o presidente do sindicato, Renê Vicente dos Santos, 20% dos funcionários estão trabalhando em plantão mínimo, atendimento feito durante os fins de semana e feriados. Segundo ele, o abastecimento de água não foi afetado. O Sintaema reivindica reajuste de 25,34% para repor a inflação dos anos anteriores mais a correção pelo Índice de Custo de Vida (ICV), aumento real, duas folhas de pagamento com adicionais para PLR com distribuição igualitária e garantia no emprego para 100% do efetivo, entre outras reivindicações. Uma nova assembleia da categoria está marcada para as 18 horas de hoje, quando os revistas vão discutir a continuidade da paralisação.

Tudo o que sabemos sobre:
saneamentoSabespgreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.