Funcionários do setor aéreo descartam greve após reabertura de negociações

Negociações foram reabertas nesta tarde; até a semana passada, os funcionários pediam reajuste acima de 10%, enquanto as empresas ofereciam 8%

Priscila Trindade, do estadao.com.br,

29 de dezembro de 2010 | 17h48

O Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea) informou que as os aeronautas (comissários e pilotos) e aeroviários (que trabalham em terra) descartaram nesta quarta-feira, 29, a possibilidade de haver greve durante as comemorações de Ano Novo.

As negociações sobre o reajuste salarial das categorias foram reabertas nesta tarde durante uma reunião realizada no Rio de Janeiro. Os valores da nova proposta feita pelos trabalhadores não serão divulgados. Uma nova reunião será feita no dia 12 de janeiro para discutir os termos.

Até a semana passada, os funcionários pediam reajuste acima de 10%, enquanto as empresas ofereciam 8%. Os sindicatos haviam ameaçado entrar em greve durante as festas de final de ano caso as negociações não evoluíssem.

Tudo o que sabemos sobre:
voossindicatogrevereajuste salarial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.