Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Fundo do Bradesco investe US$ 10 mi em plataforma de consolidação de investimentos

A empresa chamada Smartbrain recebeu um aporte do banco para investir em tecnologia da informação, produtos e marketing; aquisições também estão no radar da companhia

Matheus Piovesana, O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2022 | 18h07

A plataforma de controle e consolidação de investimentos Smartbrain recebeu nesta quarta-feira, 16, um aporte de US$ 10 milhões (R$ 51,5 milhões) da Bradesco PE & VC, gestora de venture capital (que compra participações em empresas inovadoras) do Bradesco. A fatia negociada do capital da companhia não foi informada, mas o fundo será sócio relevante da empresa.

Com os recursos, a Smartbrain passa a ter um conselho e diretorias e pretende investir nas áreas de tecnologia da informação, produtos, marketing, bem como em aquisições. Henrique Garcia, cofundador, é o CEO, enquanto Ailton Torres será o chefe da área de tecnologia, e novos profissionais serão contratados para produtos, atendimento ao cliente e inteligência de dados. A relação entre o fundo e a empresa foi estabelecida após o InovaBRA, ambiente de inovação e colaboração do Bradesco, buscar provedores de tecnologia para a área de consolidação de carteiras de investimento.

Além disso, a empresa também foi selecionada para operar no controle dos investimentos e do patrimônio dos clientes do banco, a começar pelos de alta renda. A solução está em teste nas áreas de investimento do Bradesco e da Ágora, corretora do conglomerado para o público de varejo.

Os serviços da Smartbrain são oferecidos a gestores de patrimônio, family offices, agentes autônomos de investimento, consultores e corretoras, entre outros. A empresa é líder no setor, consolidando R$ 210 bilhões em carteiras e processando mais de 300 mil extratos por dia. "Nossa estimativa é de crescer 10 vezes o tamanho atual nos próximos anos, alcançando mais de 3 milhões de extratos processados por dia", diz Garcia, o CEO da Smartbrain. A empresa acredita que a parceria a ajudará a criar um ecossistema completo de soluções para profissionais de investimento.

De acordo com o diretor do Bradesco PE & VC, Rafael Padilha, o aporte ajudará o fundo a buscar oportunidades diante do avanço do open banking, sistema de compartilhamento de dados financeiros dos clientes entre players de mercado. 

Ferramentas de consolidação de investimentos tornaram-se um dos alvos de empresas do setor diante da forte entrada de novos investidores no mercado brasileiro nos últimos anos, além da perspectiva de início e implementação do open banking. A Smartbrain atende a outras instituições financeiras e plataformas, além do Bradesco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.