FUP busca na Justiça cancelar concessão da Chevron

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) entrou com uma Ação Civil Pública no Tribunal Regional Federal da 2a Região que busca cancelar a concessão de exploração e produção da Chevron no campo de Frade, na bacia de Campos, após vazamento de petróleo em novembro.

REUTERS

28 de março de 2012 | 10h00

A ação visa reparação de danos ambientais causados pelo vazamento, e não visa não busca indenização financeira.

"A FUP quer a cassação porque a (Chevron) afrontou o povo brasileiro pelas ações no campo de Frade. Eles praticaram uma exploração predatória e ambientalmente incorreta", disse à Reuters o coordenador da FUP, João Antônio Moraes.

A FUP representa pelo menos 300 mil trabalhadores na indústria de petróleo.

A federação também abriu processo contra a Transocean, empresa operadora da sonda no campo de Frade.

Autoridades da Chevron e da Transocean não tinham comentários imediatos sobre a ação.

O processo aberto pela FUP é mais um a ser enfrentado pela petrolífera norte-americana.

Na semana passada, o Ministério Público Federal (MPF) denunciou Chevron, Transocean e mais 17 pessoas por crime ambiental e dano ao patrimônio público em virtude do vazamento de petróleo no campo de Frade.

O MPF pediu também o sequestro de todos os bens dos denunciados e o pagamento de fiança de 1 milhão de reais para cada pessoa e 10 milhões de reais para cada empresa.

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAFUPLEGALCHEVRON*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.