Furnas faz segredo de como disputará Belo Monte

O presidente de Furnas, Carlos Nadalutti, disse hoje que a forma com que a empresa vai entrar na disputa pela hidrelétrica de Belo Monte no leilão de abril ainda está guardada a sete chaves. Para ele, no entanto, o ideal seria o sistema "noiva", ou seja, aquele em que os consórcios disputam o empreendimento entre si e depois o vencedor forma a parceria com a Eletrobrás. "O ideal seria que as empresas da holding não disputassem entre si", comentou em entrevista nesta tarde, no evento de lançamento da nova logomarca da empresa.

KELLY LIMA, Agencia Estado

22 de março de 2010 | 18h07

Nadalutti disse que a empresa está se preparando para a disputa seja com qual consórcio for. "Estamos buscando as alternativas A, B ,C e até a S de saída, se for o caso." Para o presidente de Furnas, os valores estipulados para os investimentos em Belo Monte "são razoáveis do ponto de vista do governo". Mas frisou: "O que a holding decidir, nós seguiremos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.