G20 diz estar vigilante em mercado de petróleo, pronto para agir

O grupo das 20 economias industrializadas e em desenvolvimento ficará atento aos movimentos dos preços do petróleo e poderá tomar medidas adicionais caso necessário, de acordo com um esboço de comunicado dos líderes do G20, em summit no México.

REUTERS

19 de junho de 2012 | 16h02

Segundo o comunicado, as medidas incluiriam comprometimentos de países produtores de garantir oferta apropriada, e os membros do G20 disseram que dão boas-vindas à prontidão da Arábia Saudita de mobilizar a capacidade ociosa existente quando necessário.

No início da sessão de terça-feira, os preços do petróleo tipo Brent caíram à mínima de quase 17 meses e estão agora com 25 por cento de queda desde o início de março, pressionados pela crise da dívida na zona do euro, pela a desaceleração do crescimento econômico e pelo recentes aumentos na produção saudita.

Tais quedas aliviaram algumas preocupações sobre os preços altos, mas os países do G20, reunidos em um resort mexicano em Los Cabos na segunda e terça-feira, disseram no esboço que vão continuar vigilantes nos preços do petróleo e de outras commodities.

(Reportagem de Stella Dawson)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPETROLEOG20*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.