Gabrielli descarta nova capitalização da Petrobras

Apesar de os investimentos previstos pela Petrobras até 2015, de US$ 224,7 bilhões, demandarem captação de US$ 67 bilhões a US$ 91 bilhões, o presidente da companhia, José Sergio Gabrielli, descartou uma nova capitalização da companhia, a exemplo da ocorrida em 2010.

EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

29 de julho de 2011 | 17h14

"Estamos tranquilos do ponto de vista financeiro. Não é possível garantir os recursos que a Petrobras precisa apenas no mercado interno, mas o mercado externo estará aberto", disse Gabrielli. Ele lembrou que a companhia conseguiu captar US$ 6,5 bilhões em janeiro de 2009, no auge da crise financeira internacional.

Segundo Gabrielli, a empresa só não terá acesso a financiamentos no mercado "se o mundo acabar". "Somos uma empresa que está crescendo, com enorme potencial físico no pré-sal, com mercado interno em expansão onde dominamos", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.