Galp confirma potencial de Tupi de até 8 bilhões de barris

Perfuração do nono poço na área de Tupi reduz as incertezas sobre os volumes estimados de óleo na camada pré-sal da Bacia de Santos

Reuters,

22 de outubro de 2010 | 09h35

A petrolífera portuguesa Galp Energia afirmou nesta sexta-feira que o nono poço explorado em águas ultraprofundas da Bacia de Santos confirmou o potencial de reservas de petróleo leve de Tupi entre 5 e 8 bilhões de barris, reduzindo as incertezas sobre os volumes estimados de óleo na camada pré-sal.

"A perfuração do nono poço na área de Tupi, no pré-sal da Bacia de Santos, confirmou o potencial de petróleo leve e gás natural recuperável nos reservatórios do pré-sal daquela área, estimado entre 5 e 8 bilhões de barris de óleo equivalente", disse a Galp em comunicado.

Segundo a companhia, o acúmulo de petróleo se estende até o extremo sul da área do plano de avaliação de Tupi, e a espessura do reservatório chega a cerca de 128 metros, "o que reduz as incertezas das estimativas de volume de hidrocarbonetos da área", acrescentou.

A declaração de comercialidade está prevista para 31 de dezembro de 2010, de acordo com a empresa. A Galp Energia tem participação de 10% no consórcio que explora o poço, sendo que 65% pertencem à Petrobrás e 25% ao BG Group.

(Por Filipa Cunha Lima) 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.