Ganho médio por usuário da TIM recua 3,6% no 1º tri

A TIM registrou uma queda de 3,6% da receita média por usuário em telefonia móvel (ARPU, na sigla em inglês) no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, para R$ 18,5. Em relação ao quarto trimestre do ano passado, a redução foi de 9,5%. Essa redução, segundo a empresa, está relacionada aos impactos do corte da taxa de interconexão (VU-M).

RODRIGO PETRY, Agencia Estado

30 de abril de 2013 | 10h37

A TIM informo que, para compensar o impacto de corte da VU-M sobre a receita bruta de interconexão, foi fornecido aos clientes envio de mensagens de texto (SMS) ilimitadas para qualquer operadora móvel, o que resultou em um aumento do serviço. Assim, a receita bruta de interconexão terminou o período com uma alta de 3,9% na comparação anual, para R$ 1,006 bilhão.

A base total de assinantes terminou o primeiro trimestre com 71,2 milhões de linhas, alta de 6% sobre os três primeiros meses de 2012. No primeiro trimestre, a TIM registrou adições brutas de 9,2 milhões de linhas, ante 9,9 milhões de igual período do ano passado.

Desconexões

As desconexões chegaram a 8,4 milhões de linhas no trimestre, com uma taxa de desligamento de 11,9%, o que representou uma alta ante os 10,5% do mesmo período do ano passado. "A taxa de desconexões do primeiro trimestre de 2013 foi afetada pela austera política para o segmento pré-pago", disse a empresa.

A receita bruta da TIM no trimestre chegou a R$ 7,024 bilhões, alta de 6,3% na comparação anual, puxada pelo segmento de serviços (+3,2%) e produtos (+33,5%). Dentro da linha de serviços, os de valor adicionais (VAS) subiram 24%. Já o fixo recuou 29%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.