Gastos com consumo pessoal nos EUA sobem 0,3% em janeiro

Em relação a janeiro do ano passado, o índice cheio subiu 1,2%

Cynthia Decloedt e Danielle Chaves, da Agência Estado,

28 de fevereiro de 2011 | 10h37

O índice de preços dos gastos com consumo pessoal (PCE) subiu 0,3% em janeiro na comparação com dezembro nos Estados Unidos, enquanto o núcleo avançou 0,1%, em linha com a previsão dos economistas.

Em relação a janeiro do ano passado, o índice cheio subiu 1,2% e o núcleo subiu 0,8%.

O núcleo do índice PCE é o índice favorito do Fed para acompanhar a tendência dos preços nos EUA.

Gasto dos consumidores

O gasto dos consumidores dos EUA se desacelerou em janeiro, com alta de 0,2%, apesar dos cortes de impostos que pretendiam estimular o consumo. A queda nos gastos ocorreu mesmo com o aumento de 1,0% na renda pessoal, o maior ganho desde maio de 2009. Economistas ouvidos pela Dow Jones previam alta de 0,4% tanto para o gasto com dos consumidores como para a renda pessoal.

O crescimento da renda pessoal em dezembro foi mantido em 0,4%, mas o gasto foi revisado para mostrar expansão de 0,5%, em vez de 0,7% como calculado anteriormente.

A taxa de poupança subiu para 5,8% em janeiro, de 5,4% em dezembro - um sinal da cautela dos consumidores.

O gasto do consumidor é responsável por 70% do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA. Durante o quarto trimestre de 2010, os gastos dos norte-americanos cresceram no ritmo mais forte em quatro anos, conforme os preços baixos e a pequena melhora no mercado de trabalho animaram os compradores no fim do ano.

No entanto, a desaceleração nos gastos em janeiro é um sinal negativo e reflete os desafios para a recuperação econômica. Entre eles, a taxa de desemprego caiu em janeiro, mas continua alta, a 9,0%, enquanto os preços do petróleo estão próximos de US$ 100 por barril em razão da crise no Oriente Médio. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAconsumo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.