GE Celma inaugura unidade de testes no País

Unidade de revisão de motores aeronáuticos da GE no Brasil abre sua segunda unidade provas no País

Renata Batista, O Estado de S.Paulo

18 Outubro 2018 | 04h00

RIO - A GE Celma, unidade de revisão de motores aeronáuticos da GE no Brasil, inaugura na sexta-feira, 19, sua segunda unidade provas no País. O local será usado para testar os motores e as turbinas após a revisão e remontagem e ainda simular as condições de voo dos aviões. Com isso, a unidade se tornará a principal operação deste tipo do grupo no mundo e principal exportadora de serviços do País. Na nova unidade, que custou US$ 50 milhões e fica no município de Três Rios, ao lado de Petrópolis, onde são feitas as manutenções, a empresa pode testar até as turbinas do gigante 787.

“Vamos iniciar nosso processo de certificação para testes dos motores do 787. Hoje, eles são revisados no Brasil, mas têm que ser levados para os Estados Unidos porque não temos infraestrutura de teste para isso por aqui”, explica o presidente da empresa, Julio Talon.

“O Brasil tinha apenas um local de testes, da própria GE Celma, ao lado do Galeão (antigo nome do Aeroporto Antônio Carlos Jobim, no Rio). A abertura do novo centro em Três Rios amplia a capacidade da empresa e também pode ajudar a atrair mais voos para a cidade e para o Brasil”, diz o professor de Engenharia Mecânica da Coppe/UFRJ, Fernando Castro Pinto.

Talon confirma que a nova planta elimina o principal gargalo da empresa hoje e tem potencial para dobrar o número de turbinas revisadas pela empresa. “O novo banco de provas pode fazer até 700 testes por ano, dobra nossa capacidade em um momento em que o mercado de aviação no mundo está extremamente aquecido. De cada três aviões, dois rodam com turbina da GE”, resume.

Segundo ele, esse ano, a GE Celma vai revisar mais de 500 motores, além de trabalhar na montagem de turbinas para os novos aviões Embraer 190.

Mais conteúdo sobre:
aviaçãoGeneral Electric

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.