Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

GE planeja produzir no País turbinas para plataformas

O presidente da General Electric (GE) no Brasil, João Geraldo Ferreira, disse hoje que a companhia tem planos de produzir no Brasil turbinas para geração de energia em plataformas de produção de petróleo. Segundo ele, com a exploração das reservas da camada pré-sal, a multinacional americana identifica demanda suficiente para essa atividade no Brasil.

ALEXANDRE RODRIGUES, Agencia Estado

27 de abril de 2011 | 19h44

"Temos planos de fabricar e, obviamente, de fazer a manutenção também", limitou-se a dizer o executivo, que não quis indicar em quanto tempo a empresa pretende concretizar esse plano, uma das formas que a companhia estuda para aumentar os seus contratos com a Petrobras, seguindo o robusto plano de investimentos da estatal de US$ 224 bilhões até 2014.

Ferreira afirmou que o objetivo da GE é aumentar a fabricação de equipamentos para o setor de óleo e gás no Brasil como forma de atender à política de contratação local estabelecida pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) seguida pela Petrobras. Atualmente, a GE tem um contrato de US$ 150 milhões para fornecer sistemas de compressão e geração de energia para duas plataformas.

"A nossa estratégia para o Brasil tem um componente muito forte de localização", disse o executivo. "Quando pensamos numa cadeia de suprimentos como a de óleo e gás, é fundamental ter elementos de localização, não só através de operação mais sólida localmente, mas de parcerias e aquisições. Nosso objetivo é aumentar o índice de localização."

Nesse sentido, o setor de petróleo será um dos principais focos do quinto Centro de Pesquisas Global da multinacional, que será instalado no Rio. Os outros quatro estão nos Estados Unidos, Alemanha, Índia e China. Mas a empresa também quer desenvolver soluções para segmentos como energia eólica, instrumentos médicos e equipamentos ferroviários. A GE faturou US$ 2,6 bilhões no Brasil em 2010 e estima elevar essa receita para US$ 3,1 bilhões este ano.

Os investimentos para o centro de pesquisas, que será erguido no polo tecnológico da UFRJ, estão dentro do pacote de US$ 550 milhões anunciado pela GE para o Brasil em 2010. Segundo Ferreira, a GE pode investir mais se encontrar oportunidades de aquisição no País.

Hoje, a GE detalhou os resultados para o Brasil de sua pesquisa anual Barômetro da Inovação. A pesquisa realizada com 1 mil executivos de empresas em doze países mostrou que apenas 4% dos entrevistados veem o Brasil como um país "campeão da inovação". Já 23% dos empresários brasileiros citaram o Brasil nesse quesito. A pesquisa mostrou que o Brasil é o terceiro país mais otimista quanto aos efeitos da inovação, no entanto fica na décima colocação quando o tema é satisfação com o atual ambiente de inovação.

Tudo o que sabemos sobre:
energiapetróleoGEPetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.