General Motors promete investir R$ 6,5 bi no Brasil até 2018

Investimentos seriam focados em desenvolvimento de novos produtos e tecnologias e na formação de empregados

Economia & Negócios e Reuters

14 de agosto de 2014 | 13h51

A General Motors (GM) anunciou nesta quinta-feira, 14, o investimento de R$ 6,5 bilhões no Brasil até 2018. O aporte da empresa, de acordo com nota divulgada à imprensa, será focado no "desenvolvimento de novos produtos e tecnologias e na formação de empregados, além da ampliação do índice de localização de componentes". 

A presidente mundial da montadora, Mary Teresa Barra, esteve com a presidente Dilma Rousseff para anunciar o plano. Mary agradeceu pelo esforço do governo para a redução do IPI de automóveis e a melhoria nas condições de crédito. Esta é a primeira visita de Mary ao Brasil.

Para Jaime Ardila, presidente da GM para a América do Sul, o principal reforço será feito à marca Chevrolet. 

"Outro grande propósito deste aporte é o de elevar o porcentual de nacionalização dos componentes dos carros feitos no Brasil, numa ação que envolverá também fornecedores instalados no país", explicou o executivo no comunicado.

A nota diz ainda que, com o investimento anunciado, a GM se compromete a investir cerca de R$ 1 bilhão por ano no Brasil durante uma década.

Cobrança. O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, logo após o anuncio, informou que solicitará encontro com a GM. O intuito da reunião é o de garantir que o parque industrial esteja incluído nos projetos.

Em acordo  assinado em 28 de janeiro de 2013, diz a categoria, a GM informou dar preferência para a cidade caso optasse por fabricar novo modelo de veículo. 

"Os dois acordos foram aprovados em assembleia pelos trabalhadores. Toda a negociação foi acompanhada de perto por representantes dos governos federal, estadual e municipal. Portanto, agora a GM tem de cumprir sua parte e trazer os investimentos para a nossa cidade", diz o presidente do Sindicato, Antônio Ferreira de Barros. 

A GM teria planos de suspender contratos de trabalho em São José dos Campos, o que contraria a categoria. 

Tudo o que sabemos sobre:
GM

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.