Marcos D'Paula/Estadão
Marcos D'Paula/Estadão
Imagem Fábio Gallo
Colunista
Fábio Gallo
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Geração X precisa se preparar para a aposentadoria de maneira mais efetiva

Mantenha-se no jogo por mais tempo possível e maximize contribuições para planos ou fundos. E não mexa na sua poupança da aposentadoria

Fábio Gallo*, O Estado de S.Paulo

23 de outubro de 2021 | 04h00

Caracterizar uma geração é controverso, mas algumas marcas sempre são possíveis de serem reconhecidas. As pessoas da geração X, hoje na faixa de 40 a 50 anos, acompanharam os grandes avanços tecnológicos, como notebook, internet, celular, e-mail. 

Têm como marcas a ruptura com as antigas gerações, sempre estão em busca de conhecimento, têm espírito empreendedor. Buscam pela individualidade e pelos seus direitos, mantêm preocupação com as gerações futuras. É um grupo que está no meio da carreira, quando a renda é mais alta, embora pesquisas indiquem que seja um grupo que se atribui menor grau de bem-estar relativamente aos grupos dos mais jovens e dos de idade mais avançada. Isso atribuído ao fato de que ainda estão na luta para conquistar os seus objetivos de vida, principalmente no campo profissional. 

Por outro lado, é uma geração que tem de se preparar para a aposentadoria de uma maneira mais efetiva. Aqueles que já iniciaram esse planejamento devem revisar suas metas e reorganizar os seus investimentos. Adiar para mais tarde poderá levar a graves erros que colocarão em risco sua segurança financeira futura. Aqueles que ainda não têm um planejamento dedicado à aposentadoria têm de organizar os seus planos de imediato, está mais do que na hora. Cada mês que passa o custo da espera aumenta, em outros termos, aumenta o valor que deve ser dedicado aos seus investimentos voltados para a aposentadoria. 

Além disso, para essa faixa de idade, a despeito da maior renda, as obrigações financeiras com a família e a casa podem, também, ser maiores. Nesse grupo de pessoas há desde aqueles que acabaram de começar uma família, outros com filhos na faculdade e, ainda, outros já em fase do ninho vazio. 

Isso tudo torna o planejamento da aposentadoria mais complicado. O primeiro passo nesse planejamento é estabelecer como quer viver como aposentado. Assim, poderá estabelecer quanto de poupança acumulada será necessária na época planejada para sair do mercado de trabalho. 

Por mais quanto tempo você planeja trabalhar? Quase 50% das pessoas se aposentam antes do planejado por doenças, questões familiares ou perda de emprego. Mantenha controlado o seu orçamento, lembre-se de que como aposentado algumas despesas vão cair, mas outras irão surgir, principalmente relativas à saúde. Livre-se das dívidas, viva mais modestamente, economize mais.

Diversifique os seus investimentos, busque uma carteira mais equilibrada e não se assuste com os movimentos do mercado, siga na sua estratégia. 

Mantenha-se no jogo por mais tempo possível e maximize as suas contribuições para planos ou fundos de pensão. Não despreze os benefícios da seguridade social. Não mexa na sua poupança da aposentadoria. Estudos mostram que os brasileiros, comparado com outros povos, são os que mais têm expectativas positivas sobre essa fase da vida. Então se prepara para viver e divertir-se. Realize os seus sonhos.

*PROFESSOR DE FINANÇAS DA FGV-SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.