Reuters
Reuters

Gerdau tem lucro líquido de R$ 184 milhões no 2º trimestre, queda de 30%

No primeiro semestre, lucro da empresa foi de R$ 198 milhões, recuo de 62,8% em relação ao mesmo período do ano passado

Fernanda Guimarães, O Estado de S.Paulo

10 de agosto de 2016 | 10h25

A Gerdau reportou um lucro líquido de R$ 184 milhões no segundo trimestre do ano, queda de 30,6% em relação ao observado no mesmo período do ano passado. Ante os três primeiros meses do ano, quando o lucro foi de R$ 14 milhões, houve um aumento de mais de 13 vezes.

No primeiro semestre o lucro da Gerdau foi a R$ 198 milhões, queda de 62,8% ante o mesmo período do ano passado. "Nosso esforço de gestão, em todas as operações, está gerando ganhos imediatos à empresa e que já se refletem em nosso balanço", destaca o presidente André Gerdau Johannpeter, em nota enviada à imprensa. "Conseguimos, no trimestre, alcançar um expressivo fluxo de caixa livre, reduzir o nível de endividamento e de investimentos, assim como gerar mais resultado."

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado ficou em R$ 1,201 bilhão, leve aumento de 0,8% ante o observado no mesmo intervalo do ano passado e de 29,1% sobre os primeiros três meses deste ano. De janeiro a junho o Ebitda ajustado somou R$ 2,131 bilhões, queda de 7,3% na relação anual.

A margem Ebitda no intervalo de abril a junho alcançou 11,7%, ante 11,1% no segundo trimestre do ano passado. Nos três primeiros meses deste ano a margem Ebitda foi de 9,2%. Já no primeiro semestre de 2016, o indicador caiu para 10,5%, de 10,8% na primeira metade do ano passado.

A receita líquida, por sua vez, ficou em R$ 10,249 bilhões, queda de 4,7% na relação anual, mas um aumento de 1,6% no comparativo trimestral. No primeiro semestre deste ano a receita líquida foi de R$ 20,334 bilhões, 4,1% menor que no mesmo intervalo do ano passado.

Vendas. A venda de aço pela Gerdau no segundo trimestre deste ano caiu 0,7% em relação ao mesmo período do ano passado e foi a 4,240 milhões de toneladas. Ante os três primeiros meses do ano, porém, cresceu 10,1%. No primeiro semestre do ano a venda de aço pela Gerdau caiu 3,8%, para 8,091 milhões de toneladas.

Já a produção de aço no intervalo de abril a junho deste ano diminuiu 2,9% ante o  segundo trimestre de 2015, para 4,304 milhões de toneladas. Na relação com o primeiro trimestre do ano foi registrado um aumento de 3,6%. De janeiro a junho a produção de aço pela siderúrgica gaúcha caiu 3,6% e foi a 8,458 milhões de toneladas.

Segundo a Gerdau, as vendas no segundo trimestre refletiram maiores exportações a partir da operação brasileira e uma redução nos volumes vendidos na operação Aços Especiais, por conta da venda das unidades na Espanha.  "Em relação ao primeiro trimestre do ano, o volume consolidado de vendas apresentou aumento em todas as operações de negócio, exceto na ON Aços Especiais", destaca em documento que acompanha o seu demonstrativo financeiro.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    GerdauAço

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.