Epitacio Pessoa/Estadão
Epitacio Pessoa/Estadão

Giraffas passará a ter massa importada no cardápio

Com a nova opção no cardápio somada a estratégia de happy hour, a empresa projeta um faturamento de R$ 790 milhões este ano

O Estado de S.Paulo

15 Março 2018 | 14h23

A partir deste mês, a rede Giraffas passará a ter massa importada da marca italiana DiVella no cardápio. A novidade da rede de fast-foods, uma das primeiras na oferta de refeições, terá valor entre R$12,90 e R$33,90, conforme as opções do consumidor pelo molho e proteína. 

Com a nova opção no cardápio somada a estratégia de happy hour, a empresa projeta um faturamento de R$ 790 milhões este ano.

De acordo com levantamento da Nielsen, encomendado pela ABIMAPI (Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados), o Brasil é o terceiro maior consumidor de massas do mundo. Ficando atrás, apenas dos Estados Unidos e Itália. Com a preferência de 80% do consumo para hora do almoço e, 45% durante a semana, o brasileiro caracteriza, segundo a pesquisa, o macarrão como um alimento de "rotina", assim como o feijão com arroz. 

Sustentabilidade. A partir de 2025 só vai adquirir ovos de galinhas criadas fora de gaiolas. A medida segue tendência mundial de atender consumidores que pedem produtos que respeitem o bem-estar animal. Gigantes do setor de alimentos têm tentado se adaptar às novas exigências. Com mais de 410 lojas no País, a Giraffas utiliza cerca de sete milhões de ovos por ano no preparo de refeições e sanduíches.

Mais conteúdo sobre:
Giraffas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.