Glencore discute com Vale recompra de mina, diz jornal

Xstrata comprou a mina de carvão colombiana da Glencore por US$ 2 bilhões há um ano; empresa quer recomprar US$ 2,5 bilhões

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

22 de fevereiro de 2010 | 09h55

A Glencore, trading suíça de commodities (matérias-primas), teria discutido um acordo com a Vale, uma vez que procura parceiros potenciais para participarem de uma operação que tem por objetivo recomprar US$ 2,5 bilhões da mina de carvão colombiana Prodeco da Xstrata. A informação foi divulgada na edição desta segunda-feira, 22, do jornal britânico The Times, que não citou fontes.

De acordo com o jornal, o grupo suíço estaria discutindo um possível acordo com a Vale e com o fundo soberano de Cingapura GIC. A Glencore teria mantido conversações também com o First Reserve, um fundo de investimento baseado nos Estados Unidos, e com a Alpha Natural Resources, uma produtora norte-americana de carvão.

A Xstrata comprou a mina de carvão colombiana da Glencore por US$ 2 bilhões há um ano, segundo o The Times, em troca da participação da Glencore em US$ 4,5 bilhões de direitos de emissão da Xstrata. A Glencore, que detém 34,5% da Xstrata, escolheu, na ocasião, trocar a Prodeco, em vez de se juntar a outros investidores para colocar recursos no grupo de mineração.

Segundo o jornal, várias opções estão sendo avaliadas, enquanto analistas afirmam que as conversações com a Vale e com a Alpha Natural provavelmente envolveriam uma venda posterior direta da Prodeco. As discussões com o fundo soberano de Cingapura e com o First Reserve envolveriam possível parceria.

 

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.