GM conclui acordo para vender Saab à holandesa Spyker

A General Motors anunciou que concluiu o acordo para vender sua unidade sueca Saab à montadora holandesa de carros esportivos Spyker. O acordo encerra a odisseia de um ano da Saab, que esteve perto de fechar as portas em meio a negociações da GM para vender a unidade deficitária que possui poucos, mas fiéis clientes na Europa e nos EUA. A Saab Automobile e a Spyker Cars vão operar como companhias irmãs sob a administração da Spyker Cars NV.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

23 de fevereiro de 2010 | 14h29

"O futuro da Saab está assegurado agora", disse o executivo-chefe da Spyker, Victor Muller. "Nós concentraremos todos os nossos esforços na revitalização da Saab e na sua transformação em uma companhia lucrativa e sustentável."

A Saab é a única das quatro marcas da GM que com certeza vai sobreviver depois de ser vendida pela montadora. A GM fechou a Pontiac e a Saturn no ano passado e ainda está trabalhando em um acordo para vender sua linha de caminhões Hummer a um fabricante chinês.

A Spyker concordou, no mês passado, em pagar à GM US$ 74 milhões em dinheiro para comprar a Saab. O acordo também inclui US$ 326 milhões em ações preferenciais na nova companhia. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
veículos, GM, Saab, Spyker

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.