GM deve listar ações nas bolsas de NY e do Canadá, diz fonte

A General Motors irá listar seus papéis nas bolsas de Nova York e de Toronto após a oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês) da companhia, afirmou nesta quarta-feira uma fonte próxima ao assunto.

REUTERS

18 de agosto de 2010 | 10h49

A oferta, que tem por objetivo quitar parte da ajuda financeira que a montadora recebeu do governo, tem sido chamada de "Projeto Alvorada", segundo a fonte, que pediu anonimato.

O número de ações a serem emitidas pelos governos dos Estados Unidos, do Canadá e de Ontário, pelo sindicato United Auto Workers e por outros acionistas não foi determinado, acrescentou a fonte.

Outras fontes informaram anteriormente à Reuters que a oferta pode resultar em 20 bilhões de dólares, o que representaria um dos maiores IPOs no mundo.

O Tesouro dos EUA planeja vender cerca de 20 por cento das 304 milhões de ações da GM que detém, reduzindo sua participação na montadora para menos de 50 por cento, segundo fontes.

Atualmente, o governo norte-americano possui quase 61 por cento da GM, após realizar aporte de 50 bilhões de dólares para resgatar a montadora no ano passado.

(Por Clare Baldwin, David Bailey e Kevin Krolicki)

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSGMIPO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.