GM projeta que setor venderá 5 mi de veículos este ano na América do Sul

Do total, 3,3 milhões serão comercializados no Brasil

Michelly Chaves Teixeira, da Agência Estado,

18 de agosto de 2010 | 12h43

O presidente da recém-criada General Motors (GM) América do Sul, Jaime Ardila, prevê que o setor venda, pela primeira vez na história, 5 milhões de veículos neste ano na região, dos quais 3,3 milhões serão comercializados no Brasil. A estimativa para a América do Sul considera automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.

Considerando somente as vendas da GM em 2010, a projeção é de que sejam vendidas 1 milhão de unidades, sendo 650 mil no Brasil. Segundo Ardila, as vendas da GM na região somaram em torno de 850 mil unidades em 2009.

A projeção de vendas de Ardila para o Brasil em 2010, de 3,3 milhões de veículos, é inferior àquela traçada pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) para 2010, de 3,4 milhões de unidades.

Ardila reconheceu que é possível que as vendas no País superem suas estimativas. "Prefiro ser conservador e esse é o típico caso em que prefiro que minhas projeções estejam erradas", comentou, durante coletiva de imprensa que marcou a chegada da nova presidente da GM no Brasil, a americana Denise Johnson. "Pensar em um número um pouco acima de3,3 milhões no Brasil é possível e realista. Se a indústria for mais forte, o que espero que aconteça, estaremos preparados."

Tudo o que sabemos sobre:
General MotorsGMvendasveículos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.