GM vai devolver US$ 1 bi ao governo dos EUA na próxima 4ª

Montadora promete pagar crédito do governo de uS$ 6,7 bi até junho

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

25 de março de 2010 | 18h41

A General Motors espera fazer um reembolso de US$ 1 bilhão ao Departamento do Tesouro dos EUA na próxima quarta-feira, 31, como parte de sua promessa de começar a devolver o dinheiro emprestado do governo antes do previsto, disse uma pessoa familiarizada com o plano.

 

A montadora prometeu pagar, a cada trimestre, pelo menos US$ 1 bilhão do total do crédito cash de US$ 6,7 bilhões do governo norte-americano, com o pagamento final sendo feito até o fim de junho. O primeiro trimestre da GM termina na semana que vem.

 

A companhia tem dois anos para pagar o empréstimo, mas o presidente da montadora, Edward E. Whitacre Jr., fez do reembolso do dinheiro uma prioridade, uma vez que a GM tenta se livrar do estigma da ajuda federal que recebeu do Tesouro no ano passado.

 

Segundo o acordo, o governo dos EUA emprestou US$ 50 bilhões à GM. A empresa vai pagar US$ 6,7 bilhões diretamente, o resto é coberto sob a forma de uma participação acionária de 60% que o Tesouro planeja começar a vender após a montadora lançar uma oferta pública inicial.

 

Separadamente, a montadora prometeu pagar US$ 200 mil por trimestre ao governo canadense, que também emprestou bilhões de dólares à GM e converteu a maior parte do empréstimo em ações.

 

Ao prometer pagamentos antecipados dos empréstimos, Whitacre descartou a agenda estabelecida pelo seu antecessor, Frederick "Fritz" Henderson, que planejava fazer a oferta de ações da empresa ainda este ano. Em vez disso, Whitacre disse que está priorizando os pagamentos dos empréstimos e as operações de estabilização da GM a fim de tornar a empresa mais atraente para os potenciais investidores.

 

A Ford Motor tem se beneficiado da sua posição como o único fabricante de Detroit a evitar falência. As vendas da empresa subiram 34% este ano, em comparação com o aumento de 14% registrado pela GM.

 

A GM deve divulgar nas próximas semanas seus resultados financeiros atrasados dos últimos três meses de 2009, juntamente com a revisão dos dados do terceiro trimestre dentro das diretrizes de contabilidade federal. Os resultados da montadora do primeiro trimestre de 2010 serão apresentados no final do ano. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
GMEUAgovernoempréstimocrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.