GMAC pode receber mais US$ 3,5 bi dos EUA

Ajuda deve levar companhia financeira de Detroit de volta à lucratividade no primeiro trimestre de 2010

Regina Cardeal, da Agência Estado,

30 de dezembro de 2009 | 12h18

A GMAC Financial Services está perto de conseguir cerca de US$ 3,5 bilhões em ajuda adicional do governo dos EUA,além dos US$ 12,5 bilhões já recebidos desde dezembro de 2008, disseram fontes do The Wall Street Journal. O anúncio, que deve sair em dias, vai coincidir com medidas a serem adotadas pela GMAC para absorver perdas referentes às suas operações de hipotecas, segundo as fontes.

 

As medidas são destinadas a levar a companhia financeira com sede em Detroit de volta à lucratividade no primeiro trimestre de 2010, segundo uma das fontes. Uma porta-voz da GMAC não quis comentar sobre qualquer potencial ação do governo, mas disse que a "GMAC vem realizando uma revisão estratégica de seus negócios e avaliando opções para enfrentar os desafios em sua operação hipotecária". A porta-voz disse que a GMAC quer se preparar para pagar de volta ao governo norte-americano.

 

A decisão do Tesouro dos EUA de aumentar a exposição do contribuinte à GMAC reflete a importância da companhia para a reativação do setor automobilístico. A companhia foi orientada a levantar mais capital como parte do teste de estresse aplicado pelo governo em grandes bancos no início deste ano. Os testes serviram para determinar se as firmas precisariam de mais capital para continuar emprestando se a economia se deteriorasse em 2009 e 2010.

 

A participação de 35,4% do governo na GMAC deve aumentar, o que deverá dar à administração o poder inclusive de apontar mais diretores para o board da companhia. A GMAC está submetida a restrições no pagamento aos executivos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
criseEstados UnidoseconomiaGMAC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.