Gol diz que mudança na pista de Congonhas afeta pouco sua frota

A Gol informou nesta sexta-feira quea redução de 300 metros em cada uma das duas pistas doAeroporto de Congonhas terá impacto "mínimo nas operações e osaviões continuarão pousando normalmente". A empresa afirmou ainda que "realizará as adequaçõesnecessárias em suas operações, seguindo as orientações domanual do fabricante de suas aeronaves, a Boeing", além degarantir apoio a "qualquer decisão do governo que busqueaumentar a segurança na aviação civil". Na quinta-feira, o ministro da Defesa, Nelson Jobim,anunciou o aumento da área de escape no aeroporto da capitalpaulista, reduzindo o tamanho da pista principal dos atuais1.940 para 1.640 metros. Na auxiliar a área útil cairá de 1.435para 1.195 metros. A pequena área de escape em Congonhas é tida como fatorcontribuinte para o acidente com o Airbus A320 da TAM, quecolidiu com um prédio da própria empresa depois de tentarpousar no aeroporto em julho, matando 199 pessoas. Líder do mercado de aviação comercial, a TAM já tinhaafirmado após o anúncio do governo que as mudanças "afetampouco a operação". (Por Maurício Savarese)

REUTERS

14 de setembro de 2007 | 19h42

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASGOLCONGONHAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.