Gol e WebJet suspendem fusão até julgamento do Cade

Acordo quer evitar a integração das operações até a decisão final pelo órgão de defesa

Renata Veríssimo, da Agência Estado,

26 de outubro de 2011 | 11h27

As empresas aéreas Gol e WebJet assinaram nesta quarta-feira, 26, com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) um Acordo de Preservação da Reversibilidade da Operação (Apro) para evitar a integração das operações das empresas até o julgamento final pelo órgão de defesa da concorrência da compra da WebJet pela Gol.

"As restrições acordadas são suficientes para garantir a reversibilidade da operação até o julgamento do mérito", disse o conselheiro relator, Ricardo Ruiz. Segundo ele, o compartilhamento de voos está autorizado desde que não signifique redução da capacidade da WebJet. A Gol anunciou no dia 8 de julho a compra de 100% do capital social da WebJet por R$ 311 milhões.

Tudo o que sabemos sobre:
fusãoCadeGolWebJet

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.